Onde é

Estamos em Alfredo Wagner, Santa Catarina, meio caminho entre Lages e Florianópolis.

Como chegar

Ao deixar a BR 282 e entrar na cidade de Alfredo Wagner, deve-se passar sob o portal “Capital das Nascentes” e seguir por mais uns 300 metros. Antes da ponte que estará à frente, é hora de optar pelo caminho que leva para a parte de Pedras Rollantes escolhida para a visita: Café no Sítio, Casinha, Casa da Cama, Casa Torta e parte dos pomares; ou Estúdio Nascente, Estúdio Poente e parte dos pomares. - Para a primeira opção, passe sobre a ponte, dobre à esquerda e siga por mais 2,7 km até o portal Pedras Rolantes. - Para a segunda opção, dobre a esquerda antes da ponte e siga pela avenida que margeia o rio. Ao final, passe sobre a ponte e, em seguida, dobre à direita, sentido Santa Bárbara. No entroncamento seguinte, escolha à direita e siga até a placa Pedras Rollantes. - Pedras Rollantes está nas duas encostas do vale do Rio das Águas Frias e também é possível acessar qualquer um dos lados a pé, ao passar sobre a ponte pênsil ou atravessando o leito do rio.

Encontre-nos

  •   (048) 3276 1467
  •   Estrada Geral das Águas Frias, km 2,7

Sobre

Pedras Rollantes é administrado por Eduardo Marques , Tarcísio Mattos e Luzia Eicke, ex-moradores de cidade grande .
No início, quando eu e Tarcísio compramos o Sítio, em 2004, a ideia era apenas um lugar para descanso, lazer e encontro com amigos. Minha vida estava totalmente ligada à Tempo Editorial, empresa da qual somos sócios. Em 2010 eu comprei a casa Enxaimel, que foi desmontada no Rio Grande do Sul e transportada para cá, tijolo por tijolo, e remontada como a original, É na parte de baixo da casa que estão os estúdio Nascente e Poente, as duas unidades de hospedagens que coloco a disposição de quem quer passar uns dias tranquilos aqui no Sítio

Eduardo Marques

Assim que coloquei os pés neste chão, há mais de uma década, pensei em plantar frutas. Daí vieram as clemenules e a produção orgânica. A Lú queria que mais e mais pessoas pudessem viver o que temos aqui, daí vieram o Café e a pousada. Ex-urbanóide convicto, esta terra foi me conquistando dia-a-dia e hoje não consigo mais me ver morando em uma cidade. Há momentos em que olho para estas montanhas e acredito estar vivendo uma utopia, como se fosse parte de uma poesia.

Tarcísio Mattos

A vida aqui é um sonho e sempre achei que isto tudo era muito apenas para nós. Assim, o Café e as casas de hospedagens são formas de dividir a dádiva que é morar aqui em Pedras Rollantes com o maior número de pessoas possível. Além disto, acompanhar o ciclo das frutas, ver brotar da terra o que eu ajudei a plantar, olhar as estrelas e ouvir o barulho do rio faz com eu me sinta uma mulher privilegiada. E tem ainda a companhia do Tarcísio e dos nossos companheiros de quatro patas, a Lucy e o Pen Duick.

Lu Eicke

CONTATOS

O que você escrever aqui irá para uma caixa postal unificada. Para fazer contato direto sobre as frutas, o café ou as hospedagens, utilize as páginas específicas.